Imposto de Renda: O que fazer se Estiver na Malha fina


A Receita Federal libera a consulta do lote de restituição para 2012. Podemos saber sobre consultando o site da Receita Federal ou através do telefone 146 e ter a informação se sua declaração está liberada.  Quando sua declaração não aparecer significa que está na malha fina. Para esse ano foi declarado que mais de 616 mil declarações estão na malha fina e se a sua está vamos dar dicas do que fazer.
Acontece que a declaração que não é liberada é revisada e vista as inconsistências não é liberada.  A Receita tem um tempo de cinco anospara ser revisada é importante saber todos os erros que podemos cometer. A declaração fica retida na malha fina por vários motivos e um dos principais erros cometidos é a omissãode rendimentos. A pessoa deixa de declarar alguma fonte de renda, essa omissão pode ser dos contribuintes ou dos dependentes. Deixar de falar das fontes de renda como aluguel, aposentadoria ou um segundo emprego.
A autorregularização
Através do site da receita podemos regularizar todos que caíram na malha fina e ter a restituição liberada. Os passos para quem quer se regularizar é acessar o site da Receita e fazer o cadastro no CAC. Obter o estrato simplificado do IRPF em uma opção que tem no site como Declaração IRPF.Evelyn Moura explica de uma maneira muito simples dizendo “O contribuinte deve acompanhar o processamento de sua declaração. A Receita Federal permite o contribuinte acesso ao detalhamento do processamento de sua declaração através do código de acesso gerado no próprio site da Receita Federal ou certificado digital. Caso tenha sido detectada alguma divergência, o Fisco já aponta ao contribuinte o item que está sendo ponto de divergência e orienta como fazer a correção”
Erros Comuns na Hora da Declaração
·         Omissão de rendimentos- 71.320 declarações
·         Despesas médicas - 51.210 declarações
·         Divergência de DIRF - 18.922 declarações
Todos que tiverem retidos na receita devem evitar mais prejuízos é necessários providenciar a retificação de sua declaração de imediato. Recolha a diferença do IRPF, a multa é de 20% limitada e também vai receber uma intimação da Receita Federal. Quando a pessoa com a declaração retida é intimada o contribuinte perde a oportunidade de retifica, sendo assim suas declarações estarão sujeitas a cobrança e acréscimo de juros com multa de 75% a 150%.