Seguro-desemprego tem reajuste de 6,2% em 2013





O ano de 2013 promete várias melhorias e em vários setores já estamos com algumas táticas sendo lançadas. O governo federal informou na ultima sexta-feira que o emprego informal teve uma baixa, por conta da crise financeira de 2009. A crise se alastrou por vários setores, com isso os trabalhadores com carteira assinada tiveram uma diminuída estimada. Quando somo trabalhadores e ganhamos salário, qualquer reajuste é lucro, para todas as vias, temos que sempre crescer e nos manter seguros de eventuais complicações que nos prejudique. Quando perdemos o emprego então, essa segurança tem que ser ainda mais viável, pois os meses que ficamos sem trabalhar temos que fazer por correr atrás do prejuízo. Mas o que vamos ver nesse artigo são notícias boas para este ano de 2013. veja abaixo!


Para este ano o seguro-desemprego vai ter um reajuste para quem ganha mais de um salario mínimo. O Codefat (Conselho Deliberativo do Fundo de Amparo ao Trabalhador vai mudar a correção do calculo do benefício para este ano de 2013. O reajuste será calculado com base no índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) que esse ultimo ano fechou com 6,2%. Hoje em dia quem perde o emprego tem inúmeras soluções que viabilizam a volto do empregado ao mercado de trabalho. Já a alguns anos se exige um curso para o seguro-desemprego, dese modo o seguro sairá mais baixo que os dos anos anteriores. O beneficência receberá reajuste do calculo de correção do salário minimo. A formula esteve tivesse sido mantida em 2013 o reajuste seria de 9%, mas com a mudança o reajuste será de 6,20%, esse foi o anuncio do governo federal.


O valor do beneficio terá o alcance de R$ 1.235,91 neste ano informou o Ministério do Trabalho.  Em 2012 o valor estipulado foi de  R$ 1.163,76. Se esse valor valesse dessa regra o valor para esse ano seria de $ 1.268,49. O Diário Oficial da União deu a noticia da resolução 707 que contem esta decisão que foi feita pelo  Codefat. O valor do beneficio fica de acordo com o salario minimo sendo inferior chegando a  R$ 678  para o ano de 2013. Essa apuração vem como base mensal para ser paga como salario-desemprego a ser multiplicado por 0,8%. O trabalhador que não tenha trabalhado integralmente  em qualquer dos últimos três meses, sendo assim o salário será calculado com base ao trabalho completo. Todas essas mundanças são para melhoria de nosso país.