Programa Minha Casa Minha Vida: Saiba mais







Todas as pessoas no mundo sonham em ter uma casa própria, sair do aluguel e ter seu canto. Para isso precisamos fazer um plano e trabalhar duro durante boa parte da vida, para que assim possamos ter um pouco de dinheiro e que esse dinheiro seja para que compremos nossa casa.  O governo federal dá muitos incentivos para todos que tem esse sonho e desejo. Atualmente temos alguns programas que levam a todas as pessoas o poder de adquirirem a casa própria. O programa “ Minha Casa Minha Vida” é um desses programas, que foram desenvolvidos no governo do presidente Lula. Vamos saber mais informações sobre esse programa que incentiva a compra de casas e apartamentos a todos.

O programa foi desenvolvido pelo governo federal, e promete construir milhões de casas no Brasil nos próximos anos. Este projeto já teve inicio faz um tempo, com sua ajuda milhares de pessoas estão tendo acesso a moradia. O programa está ligado às pessoas de baixa renda, e as que recebem até dez salários mínimos por mês. O programa de habilitação dá a possibilidade da família de baixa renda a terem a casa própria, realizar um sono entre outras coisas. O programa transforma a vida de todos e dá a estas pessoas uma oportunidade de terem uma vida melhor com mais satisfação, conforto e comodidade. O projeto se iniciou em 2009 e para 2013 promete ser ainda maior seu incentivo a essas pessoas podem dar um passo grande na vida e transformar a forma de viver em algo maior. As famílias podem financiar suas casas em parcelas mínimas de até R$ 50,00 mensais, porém essas parcelas não podem ultrapassar mais de 10% da renda mensal.

O programa é divido da seguinte maneira 400 mil casas são destinadas a famílias que recebem até três salários mínimos mensais, mais 400 mil para pessoas que recebem até 6 salários mínimos mensais. Os restantes 200 mil serão para pessoas que tem uma remuneração de até dez salários mínimos. Para fazer a inscrição é necessário ter em mãos os documentos de RG, CPF, Ficha de cadastro Habitacional, Holerite dos últimos 6 meses, Extrato recento do FGT, Declaração de Imposto de Renda, Cópia Carteira de Trabalho, Certidão do Estado Civi, Comprovante de Despesas, Declaração do IR, Autônomos e Profissionais Liberais.