Motivos para Andar com Dinheiro em Mãos


Atualmente o mundo vive na modernidade e o cartão de débito e crédito é uma destas modernidades. Pela segurança que eles trazem as pessoas deixaram de levar consigo o dinheiro no bolso, mas se esqueceram de que casos emergenciais podem ocorrer e sem o dinheiro em mãos não há como o fazer. Há motivos pelos quais toda pessoa deve estar prevenida e abaixo estão alguns.



  • Chegar a um restaurante ou qualquer que seja o estabelecimento, fazer a sua compra e na hora de pagar o cartão não passar. Há “n” hipóteses para um cartão não passar, como o sistema não estar funcionando naquele dia, o seu limite ter estourado sem que você perceba, ter pegado o cartão errado. Essa é a primeira precaução que deve tomar quanto ao dinheiro, afinal deixar tudo que você comprou para traz além de ser vergonhoso é estressante.
  • Em casos de emergência. Um caso comum é precisar pegar um taxi por emergência e não ter o dinheiro para pagar e o taxista não aceitar cartão. Esse é um fato que acontece com as pessoas e as mesmas são obrigadas a pegar dinheiro emprestado ou algo do tipo, o que acaba sendo constrangedor.
  • Por algum motivo precisou ficar na rua até mais tarde e os estabelecimentos que aceitam cartões já estiver fechado é preciso ter dinheiro no bolso para que possa comprar algo que estejam vendendo na rua sem precisar se preocupar.

  • O controle de seus gastos é muito mais eficiente. A partir do momento que você tem dinheiro na mão e não o cartão de débito ou crédito você controla melhor, isso porque se pensa duas vezes antes de comprar qualquer coisa para não gastar o dinheiro que tem, o que acaba sendo também uma economia para você. Geralmente quem utiliza o cartão de crédito não vê o quanto gasta e no começo do mês se surpreende ao ver a fatura.
  • Você evita de utilizar o crédito especial do banco. Quando você precisa de um dinheiro rápido e não tem em mãos o que todos fazem é apelar para o banco e no caixa eletrônico 24 horas o máximo que consegue é pegar o crédito/cheque especial e assim ter que se responsabilizar pelos juros impostos.